Vida Após a Morte nos Profetas do Antigo Testamento?

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

A crença na vida após a morte nos profetas do Antigo Testamento pode ser um tema complexo e variado, pois diferentes profetas abordam o assunto de maneiras diversas e nem todos eles oferecem uma visão clara ou detalhada sobre o destino pós-morte. No entanto, há algumas ideias e conceitos que podem ser encontrados ao examinar as escrituras proféticas.

Sheol: Em muitos textos do Antigo Testamento, a visão sobre a vida após a morte é obscura e indistinta. O termo "Sheol" é frequentemente usado para se referir à sepultura ou ao estado dos mortos. Não é necessariamente retratado como um lugar de punição ou recompensa, mas como uma espécie de reino dos mortos, onde todos os falecidos, justos e injustos, estão juntos.

Ressurreição: Embora a crença na ressurreição dos mortos não seja tão proeminente no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, há algumas passagens que sugerem essa ideia. Por exemplo, em Daniel 12:2, é mencionada a ressurreição dos mortos: "Muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno."

Recompensa e Punição: Alguns profetas, como Isaías e Malaquias, falam sobre recompensa para os justos e punição para os ímpios. Por exemplo, em Isaías 26:19, há uma promessa de ressurreição para os justos: "Os teus mortos viverão; seus corpos ressuscitarão. Vocês, que dormem no pó, acordarão e gritarão de alegria. Pois o seu orvalho é como o orvalho do amanhecer; a terra dará à luz os seus mortos." Enquanto isso, em Malaquias 3:18, é mencionada a distinção entre o justo e o ímpio: "Então verão novamente a diferença entre o justo e o ímpio, entre quem serve a Deus e quem não o serve."

Juízo Final: Alguns profetas falam sobre um dia do juízo final, onde Deus julgará todas as pessoas de acordo com suas obras. Por exemplo, em Joel 3:12-14, há uma descrição do dia do Senhor como um momento de julgamento: "Reúnam as nações, ó Senhor. Chame-as ao vale de Josafá, pois ali eu me assentarei para julgar todas as nações em redor. (...) Venham, ponham-se em marcha todos vocês povos, e subam para o vale, pois ali eu me assentarei para julgar todas as nações em redor."

Em resumo, embora as visões sobre a vida após a morte nos profetas do Antigo Testamento possam não ser tão desenvolvidas ou claras quanto nos textos do Novo Testamento, há algumas noções de recompensa e punição, ressurreição e um juízo final que são mencionadas e que contribuem para a compreensão dessa temática na tradição judaico-cristã.



Se Creres Gospel







Compartilhe essa página:



Bíblia Sagrada

A Bíblia Sagrada Cristã é o principal texto religioso do Cristianismo. É composta por dois grandes conjuntos de escrituras: o Antigo Testamento, que contém textos que datam de antes do nascimento de Jesus Cristo e é compartilhado com o Judaísmo, e o Novo Testamento, que narra a vida, os ensinamentos, a morte e a ressurreição de Jesus Cristo, bem como os ensinamentos e as cartas dos primeiros seguidores de Jesus, conhecidos como apóstolos.

A Bíblia é considerada pelos cristãos como a Palavra de Deus e é fundamental para a fé e prática cristãs. Ela é amplamente lida, estudada e interpretada por cristãos de todo o mundo, e suas histórias, ensinamentos e valores continuam a exercer uma influência significativa na cultura e na sociedade ocidental.


saiba mais »